Olá e obrigada por chegar aqui!

Meu nome é Michelle, mas o apelido pegou: Mikha.

Trabalho com comunicação visual e me interesso por tudo que seja relacionado à arte: de literatura a bonecos de massinha. Desenvolvo livroscatálogosrevistas, logotipos, ambientação de espaços. Me arrisco na escrita e estudo algumas cositas más, em São Paulo, para quem sabe, futuramente, poder juntar todas as áreas em algo que está ainda por vir.

Quase todos os projetos aqui apresentados contam com parceiros muito talentosos para moldar o perfil do cliente: ilustradores, fotógrafos, jornalistas, acadêmicos… Em muitos deles, fiz também a coordenação das equipes.

Sou formada em design gráfico nos Estados Unidos, no RIT, em Nova Iorque, onde aprendi a trabalhar com profissionalismo e profundo comprometimento. Mas meus primeiros dois anos de universidade foram na UMass, Amherst, também nos Estados Unidos.

Morei por seis meses na Alemanha, em 2006 e por quase dois meses na Colômbia, em 2017, onde estudei os idiomas.

Visite o site e diga o que achou. Sugestões são muitíssimo bem vindas!

Aqui dentro

Passeie pela seção design e veja impressos para moda, gastronomia, saúde, turismo, etc. Cada projeto é seguido de pequena descrição. Para ver mais créditos ou mais informações, acesse o link Saiba + em cada um deles.
Além da direção de arte, faço também a produção gráfica com acompanhamento de saída de material. A precisão técnica do trabalho é garantida: a cor do original fica igual à do papel. Tudo generosamente ensinado por pacientes técnicos de máquina que foram grandes professores.
Na arte, um trabalho mais pessoal: fotos, um pequeno apanhado de estilos de ilustrações, litografias, porcelanas exclusivas, etc.

 

picture2

Mix é uma mistura: projetos de decoração e ambientações, clippings e coisinhas que me inspiram.
Escrita tem, desde entrevista que se pode quase levar a sério, meus livros de contos e um romance, até alguns artigos publicados.

Descubra cada área do site e aproveite a visita!

Cegueira para ser vista

O livro de Fernando Meirelles sobre o filme “Ensaio sobre a Cegueira”, baseado no livro de Saramago, explica todo o processo de cinema pelos bastidores dos bastidores: toda a equipe está presente – do segurança aos atores principais –, uma forma democrática de se perceber a dimensão de uma obra cinematográfica.
Há a inclusão de uma versão do roteiro que antecede à final, para que possam ser compreendidas as mudanças que ocorrem no desenvolvimento de um filme e claro, dos diálogos apresentados. Ela vem encartada no livro impresso para facilitar o manuseio e possibilitar ao leitor a experiência de folhear um roteiro solto, como se fosse um integrante do elenco.
Vale a pena conferir nas livrarias, pois o projeto traz uma qualidade tátil que só mesmo as mãos enxergam. A cegueira branca do filme apresenta-se na capa, que suja no manuseio, assim como as cidades retratadas no filme. E porque não dizer o mesmo do comportamento humano quando confrontado com tal situação? Uma transposição sensorial e educativa da película para o papel, com fotografias de tirar o fôlego.

Ah! Toda criação aqui apresentada faz parte da propriedade intelectual dos artistas e não pode ser reproduzida sem prévia autorização. Os direitos autorais são exclusivos. E morais.